Você está aqui : Home > Notícias > Como escolher o chocolate certo pra...
19/01/2018

Como escolher o chocolate certo pra comer sem culpa e manter o corpo saudável

Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, explica mitos e verdades, e conta o que devemos levar em conta na hora da escolha

Compartilhe:




Como escolher o chocolate certo pra comer sem culpa e manter o corpo saudável
Como escolher o chocolate certo pra comer sem culpa e manter o corpo saudável

Depois do almoço ou jantar, durante seu filme ou série preferido, e, principalmente naqueles dias em que a TPM está a todo vapor...não importa a hora, pra algumas pessoas, o chocolate já se tornou indispensável diariamente. Mas, será que você faz a escolha correta?

Segundo Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, o erro não está em comer chocolate com muita frequência, mas escolher o chocolate errado. “O chocolate também pode trazer diversos benefícios ao corpo, quando consumido em suas versões mais ‘naturais’; quanto mais alto o teor de cacau, mais saudável ele é; pois concentra mais antioxidantes e minerais, ao mesmo tempo que traz uma quantidade reduzida de açúcares”, explica.

Na hora da compra, a dica da profissional é se atentar a 3 itens:
  • Teor de cacau: Quanto mais melhor! Para quem gosta de chocolate mais doce, uma dica é ir adaptando o paladar aos poucos para acostumar a comer os chocolates mais amargos.
  • Teor de açúcar: o ideal é buscar opções sem açúcar ou adoçados com açúcar de coco ou adoçantes naturais, como stevia ou xylitol.
  • Tipo de gordura: esse é o item mais importante. Fique longe dos produtos que contenham gordura hidrogenada em sua composição, uma vez que esse tipo está muito relacionado ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares.
  • Ah, e NADA de ingredientes artificiais.

  • Mas, que benefícios são esses? O primeiro deles, a gente já sabe: alivia o estresse e dá a sensação de felicidade. Isso, porque ele estimula a produção de neurotransmissores e hormônios relacionados ao bem estar, e seu açúcar, estimula áreas de recompensa no cérebro, nos deixando mais felizes!

    E, sabia que o chocolate também tem efeito anti-inflamatório? A versão amarga (e tem que ser essa para ter esse efeito no corpo) é rica em flavonoides, componentes que destroem os radicais livres que causam a inflamação e têm ação antioxidante, protetora das células do corpo, assim, é capaz de diminuir as inflamações crônicas, consideradas as principais responsáveis por doenças cardiovasculares, Alzheimer e infarto.

    Uma curiosidade ainda melhor: O cacau tem quase duas vezes mais antioxidantes do que o vinho tinto e três vezes mais do que o chá verde, retardando o envelhecimento de todo o nosso corpo. Mas atenção: esse benefício vem do cacau, então o chocolate deve ser amargo, que contém mais cacau e menos açúcar!

    Ah, e para quem faz exercícios, ele também é aliado, pois segundos cientistas norte-americanos, comer uma barrinha pequena de chocolate diariamente aumenta o fluxo sanguíneo no organismo em pouco menos de duas semanas. Com esse aumento, aumenta também a oxigenação dos músculos, preparando-os para a ação.

    E, não para por aí: o chocolate pode ser usado em pequena quantidade a noite, para ajudar a melhorar a qualidade do sono de quem tem dificuldade para dormir. Fora isso, alguns estudos relacionam o consumo de produtos com cacau a melhora na imunidade, no sistema cognitivo, na concentração de colesterol no sangue e na sensibilidade à insulina. Também há evidências de que o cacau está associado a prevenção de alguns tipos de câncer.

    Mas, atenção! Para quem consome o alimento todos os dias, a nutricionista alerta: os chocolates com menos de 80% de cacau devem ser consumidos com moderação, pois contém uma quantidade de açúcar nociva à saúde quando consumida rotineiramente. A partir de 80% de cacau esse teor já é bem mais baixo e podemos comer o chocolate sem culpa e aproveitar seus benefícios.

    E, falando em consumo, a frequência e a quantidade que podemos consumir depende de como é nossa alimentação como um todo. “O ideal é evitarmos o consumo muito frequente de açúcar. Quando optamos por versões com baixo teor de açúcar ou adoçados com adoçantes naturais, é possível sim incluir na alimentação diária de forma saudável e saborosa”, completa Renata.

    No caso dos chocolates saudáveis, a nutricionista indica a marca Only 4 (um dos queridinhos encontrados na rede Oba Hortifruti) que traz chocolates feitos apenas de açúcar de coco, óleo de coco, massa e manteiga de cacau, com 70% cacau, e, portanto, seu consumo pode ser mais frequente. “Esse chocolate é saboroso, e muito saudável, uma vez que traz ingredientes naturais e ainda está disponível em diferentes sabores, para quem gosta, como: cranberry, chia, flor de sal, nibs de cacau ou chocolate puro”, indica. Só cuidado redobrado apenas para os diabéticos, que não devem consumir as versões com açúcar, mesmo que seja o açúcar de coco.

    Agora, vamos à parte gostosa? Usando os chocolates saudáveis como base, Renata indicou receitas práticas e deliciosas para preparar em casa e comer sem culpa.

    Picolé de banana com chocolate
    Mousse de chocolate
    Bolo de chocolate com coco

    Oba Hortifruti -

    FONTE: Paula Conceição Comunicação








    Comente esta notícia