Você está aqui : Home > Notícias > Chianti Occhio Nero Superiore DOCG
15/12/2017

Chianti Occhio Nero Superiore DOCG

A Toscana é, sem dúvida, uma região produtora de grandes vinhos

Compartilhe:




Chianti Occhio Nero Superiore DOCG
Chianti Occhio Nero Superiore DOCG

De colinas cobertas de vinhedos, saem alguns dos vinhos mais reputados do mundo. O clima temperado com boa insolação na primavera e verão e importantes diferenças de temperatura entre o dia e a noite, se alia a um solo propício para a obtenção de uvas sãs, ricas em açúcar e extrato. Dessa perfeita combinação nasce o Chianti Occhio Nero.

É na Toscana que encontra-se a famosa região do Chianti, sua principal estrela. Cosimo III de Medici, grão-duque da Toscana, estabeleceu por decreto, em 1716, a primeira região demercada do vinho Chianti.

Sangiovese: Originária da Toscana, Itália, possui cachos e bagas de tamanho médio. É utilizada na elaboração de vinhos Chianti e nos chamados Supertoscanos. Produz vinhos jovens para serem consumidos no dia a dia, de corpo médio, tem uma cor vermelha rubi, tênue e agradável e de sabor enxuto e harmônico. Principais características aromáticas: Concentra aromas de amoras silvestres e carvalho.

A colheita da uva é manual, particular, selecionando-a uma a uma. As uvas selecionadas são destinadas a fermentação controlada no tanque de aço, sem adição de leveduras.
A segunda fermentação é malolática, com o objetivo de reduzir consideravelmente a acidez total do vinho e, consequentemente, aumentar seu pH. Com isso o vinho torna-se menos agressivo, com sabores especiais e intensificação de aromas.
Então armazena-se o vinho em barris de carvalho por 7 meses e após o engarrafamento, as garrafas são mantidas por 6 meses, na posição horizontal, à temperatura de 15˚C, antes de ser comercializadas.

Localizada no coração das montanhas de Siena, no meio dos etruscos, uma terra de grandes vinhos, onde a natureza ainda está intacta e paisagens seguem como obras de arte.

Harmonização:
Perfeito com carnes vermelhas, picanha, molho barbecue e massas ao molho bolognesa. Acompanha também queijos frescos ou envelhecidos, bem afinados.

FONTE: Valle da Mídia Comunicação








Comente esta notícia